Somos predestinados?

11/04/2021

Sem dúvida, o tema da predestinação é curioso e já rendeu milhares de pesquisas no Google. As pessoas realmente querem saber se, diante da onisciência de Deus, que conhece o fim desde o princípio (Isaías 46:10), poderia Ele ter traçado uma linha cronológica da nossa trajetória diretamente para a vida ou para a morte eterna e se, dependendo das escolhas que fizermos, poderemos desviar da rota e, consequentemente, do destino final. O que a Bíblia apresenta sobre este assunto? Veremos neste estudo.

Inicialmente, devemos entender que houve uma batalha no Céu (Ap. 12:7-9). Lúcifer se rebelou contra Deus e transformou-se em Satanás, o enganador e príncipe das trevas. Bem e mal são coisas distintas e cada lado é liderado por alguém. No entanto, diz a Bíblia que Lúcifer, assim como nós, também foi criado por Deus (Ezequiel 28:15). E se, assombrosamente, disséssemos que o Criador predestinou cada ser, forçadamente como que com rédeas, a vencer ou morrer perpetuamente, então, estaríamos atribuindo a Ele a culpa sobre todo o mal por ter criado um anjo de luz predestinado a corromper-se e com ele todos os outros que supostamente estariam se desviando para o mal. E o pior: o que Cristo fez por nós no plano da redenção não passaria de uma cena dramática.

Como pode o ser humano pensar algo assim? Como pode imaginar que o apelo de Deus nada mais é do que um entretenimento divino? Deus estaria Se divertindo ao propor para que Seus filhos se humilhem e se arrependam dos seus maus caminhos (Atos 3:19), pois sabe que não conseguirão tomar tal decisão e prática?

É importante que haja a compreensão do real perigo existente nos bastidores da popularmente conhecida "predestinação". Pois, absurdamente, o diabo tem espalhado pensamentos mentirosos no meio cristão para confundir a mente humana, inculcando a quem lhe der ouvidos de que existe uma dualidade em Deus e é Ele quem rege um suposto "equilíbrio" no mundo ao imputar a bondade no coração de uns e a maldade no coração de outros. Desde quando o mal traz algum benefício de equilíbrio? Onde existe pecado só há destruição, dor e morte. Quem gostaria de misturar lodo com água cristalina e beber como um suco relaxante?

Outro aspecto sobre essa interpretação errônea é a de que independente as escolhas e ações que sejam feitas, todo ser humano já está destinado a receber uma coroa brilhante ou um fogo devorador (Tiago 1:12; Mateus 2541).

Como a própria palavra se apresenta, "predestinação" indica que um destino foi traçado previamente. Todavia, os tópicos a seguir revelarão que a crença teológica baseada nas ideias absurdas já mencionadas é completamente infundada.

1. Todos foram predestinados por Deus para a salvação eterna.
"O qual (Deus) deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade (1 Timóteo 2:4). Perceba neste texto que o maior desejo de Deus é que sejamos salvos para o Seu reino. Mas, tristemente, a Palavra do Senhor diz que enquanto uns estiverem alcançando o galardão da vida eterna e a incorruptibilidade, outros estarão pedindo que as rochas caiam sobre si, porque não se arrependeram e tentarão fugir dos olhos do Cordeiro, que também por eles deu a vida no calvário (1 Coríntios 15:51-54; Apocalipse 6:16). É imprescindível saber que desde a criação de Adão e Eva, Deus colocou a eternidade no coração do homem, ali o Senhor havia predestinado o ser humano para o que chamamos de "felizes para sempre."

2. O livre arbítrio é um presente divino.
Por mais que Cristo bata à porta do nosso coração (Apocalipse 3:10), Ele nos deixa à vontade para escolher abri-la ou não. Deus não criou robôs programados, mas seres humanos de pele e osso com a capacidade intelectual de conhecer, entender o plano do resgate por meio de Jesus e tomar a decisão de segui-Lo ou não. As palavras de Josué ao povo de Israel expressam bem isto: "Escolhei, hoje, a quem sirvais, se aos deuses dos seus antepassados ou aos deuses da terra dos amorreus, em cuja terra vocês estão vivendo. Porém, eu e minha família serviremos ao Senhor" (Josué 24:15). Depois da entrada do pecado no mundo, este passou a todos e, consequentemente, o destino traçado por ele também (Romanos 5:12; 6:23). Todavia, por meio do sangue derramado na cruz, Cristo ofereceu o desvio da rota. Ao O aceitarmos como Senhor e Salvador e vivermos e perseverarmos segundo o Seu propósito (Romanos 8:28; Apocalipse 2:10) estaremos sendo resgatados do destino da morte eterna para habitarmos com Deus pela eternidade (Apocalipse 21:3).

Portanto, se você quer saber se somos predestinados, sim, somos! E dependendo da perspectiva que você vê, para destinos totalmente opostos. Deus o chama para a vida enquanto o pecado te faz avançar para a morte. A escolha está em suas mãos, o que você fizer poderá mudar todo o curso. Para onde você deseja ir?

Autor: Lucas Scherer

Esta mensagem esclareceu suas dúvidas? Você sentiu Deus falar ao seu coração? Certamente, muitas outras revelações a Bíblia lhe dará! Você aceita esse presente? Então, clique agora no botão abaixo: