Por Ele temos esperança!

30/03/2021

No dia 02 de abril de 2020, acordei com a sensação de que algo estava errado, dobrei os joelhos naquela manhã e pedi para que Deus não me abandonasse, estava me sentindo tão distante e fraca. Naquela oração pude ouvir a voz de Deus a me dizer: - Filha, estarei contigo! As coisas podem ficar bem difíceis, mas estarei ao teu lado.

Segui minhas atividades corriqueiras, naquela manhã, mas ao meio-dia recebi uma mensagem: "Nosso pai sofreu um ataque cardíaco, talvez um enfarte, não sabemos ainda. Ele está bem, está consciente." - Foi o que meu irmão falou rapidamente ao telefone. Como meu pai trabalhava em um hospital, tive a certeza de que receberia atendimento rápido. E foi o que aconteceu. Logo, ele foi transferido para outro hospital próximo, meu irmão e minha mãe foram até lá. Conversaram com ele e me tranquilizaram: "Foi só um susto, o pai está bem, logo fará exames e o levaremos para casa."

No entanto, meu coração não estava calmo, eu lembrava daquela voz que havia ouvido em minha oração da manhã, tive a impressão de que Deus me dissera que não ficaria tudo bem, mas Ele estaria comigo. Então decidi: "Preciso ir até o hospital para ver como está meu pai. Ao chegar lá, soube que os exames estavam sendo realizados, e tudo estava sob controle.

As horas seguintes passaram depressa, o dia ficou nublado e frio. Por volta das 17 horas, os médicos nos disseram que as coisas não estavam indo bem, meu pai estava com um problema muito grave no coração. Dali para frente as notícias chegaram a cada trinta minutos e cada novo diagnóstico era pior. A noite chegou rapidamente, a incerteza e o medo assombravam o nosso coração. Foram horas muito difíceis e às 21 horas, aproximadamente, o diagnóstico final foi dado, a sentença mais dura, a notícia mais cruel: meu pai havia falecido.

Meu coração se rasgou! Não podia acreditar! Como meu pai que, aparentemente, tinha uma ótima saúde, perdera sua vida em poucas horas? Foi o dia mais triste da minha vida. Eu sentia que Deus havia me avisado, sabia que não me deixaria como prometido, mas foi muito dura aquela noite, no entanto, uma certeza enchia meu coração de esperança: Deus não me abandonou nem jamais me abandonará e um dia verei meu pai outra vez!

Em uma noite fria e escura no jardim do Getsêmani, Jesus também sentiu que as coisas não terminariam bem, então orou a Deus e pediu que se possível o livrasse das coisas que estavam por vir. Deus lhe respondeu que de fato não seria fácil, mas Ele não estaria sozinho. As horas seguintes foram difíceis. Jesus foi levado, açoitado e julgado pela multidão ingrata. Jesus foi traído, cuspido, zombado e pregado a uma cruz. Sentiu-se só, mas sabia que o Pai não o abandonaria. Ele tinha uma missão: Dar a Sua vida para que pessoas como o meu pai e milhares de outras que perderiam sua vida pudessem tê-la novamente.

Jesus morreu cruelmente! Morreu de forma indigna para que tivéssemos vida. Mas, "Ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que estava sobre Ele nos traz a paz e, pelas suas pisaduras, fomos sarados" (Isaías 53:5).

Jesus Cristo morreu na cruz pagando o preço de nossos pecados, é verdade! Mas a história não termina na cruz. Após três dias, Jesus Cristo ressuscitou, apareceu aos Seus discípulos e depois de 40 dias, subiu aos Céus (Lucas 24; Atos 1). E deixou uma promessa: Ele voltará para buscar o Seu povo e nos levará para estar com Ele para sempre! (João 14.1-3).

Sim, mesmo quando a sombra da morte passa pela nossa vida, quando as coisas ficam difíceis, quando a esperança parece acabar, quando a sentença é a mais cruel possível...Quando você recebe a pior notícia da sua vida e tem a sensação de que tudo ali se acabou, você pode parar, olhar para o alto e entender que não acaba aqui. Jesus morreu, mas ressuscitou! Venceu a morte, venceu o pecado e suas consequências. Jesus deu Sua vida para que cada um de nós em meio a lágrimas e dor pudesse ter esperança.

Deus revelou um amor inigualável, incomensurável e inexplicável. Ele “deu o Seu Filho único, para que todo aquele que nEle crê não pereça” (Jo 3:16). Diante de situações difíceis podemos olhar para a cruz. Diante da cruz, nossa melhor resposta é saber que Deus não nos abandonou, mas Deus é tudo o que precisamos; que ao morrer e ressuscitar Jesus nos deu a certeza de que a morte foi vencida e um dia nossos queridos estarão conosco outra vez.

Sei que graças ao sacrifício imensurável de Jesus naquela noite escura e fria, minha noite poderá se tornar dia, o dia em que abraçarei fortemente meu pai. A Bíblia tem promessas maravilhosas de um Cristo ressurreto, que está prestes a vir e acabar de vez com esse mundo mal e triste. Creia nisso e receba as bençãos de Deus em sua vida.

Autora Parceira: Ana Paula Santos

Esta mensagem abençoou o seu dia? Você sentiu Deus falar ao seu coração? Certamente, muitas outras revelações a Bíblia lhe dará! Você aceita esse presente? Então, clique agora no botão abaixo: