Dinossauros, a Bíblia fala algo sobre eles?

20/03/2021

 "Contempla agora o beemote, que eu fiz contigo, que come erva como boi. Eis que sua força está nos seus lombos, e o seu poder, nos músculos do seu ventre. Quando quer, move a sua cauda como cedro; os nervos das suas coxas estão entretecidos.Os seus ossos são como tubos de bronze; a sua ossada é como barras de ferro. Ele é obra-prima dos caminhos de Deus; o que o fez o proveu da sua espada" (Jó 40:15-19).

A Bíblia fala sobre diversos temas interessantes e curiosos, mas existem alguns temas específicos que despertam uma curiosidade mais além, como por exemplo o texto de Jó 40:15, que fala sobre um animal inusitado, o chamado beemote que em algumas traduções é identificado como sendo um hipopótamo. O texto continua até o final do capítulo 40 de Jó, onde é possível encontrar algumas características desse suposto animal, traduzido geralmente como hipopótamo. O conhecido hipopótamo por todos nós possui algumas características bem diferentes das quais são relatadas no texto de Jó. Alguns arqueólogos criacionistas, ao longo de seus mais diversos e aprofundados estudos, chegaram a conclusão de que o beemote na qual a Bíblia faz referência, possivelmente seja um "dinossauro", especificamente o "iguanodonte" que pela descrição do texto e suas características ali expostas, é possível encontrar muitíssimas semelhanças a esta espécie de dinossauro.

No início, o texto começa dizendo que este animal come erva como o boi e "Quando quer, move a sua cauda como cedro, os nervos das suas coxas estão entretecidos." Este trecho compara a cauda do animal ao cedro que é uma árvore enorme e muito forte, então, nos dá a entender que há força e poder na cauda deste grande animal. Deste modo, seria impossível atribuir este aspecto ao hipopótamo, pois sua cauda é praticamente insignificante. Outro aspecto a se aperceber é o fato de que as pernas do hipopótamo são relativamente pequenas, e não tem coxas fortes com nervos entretecidos. Nos versos finais do capítulo 40, é relatado que este grande animal não ficava temeroso quando os rios transbordavam, pois sua estatura era tremenda e isso não lhe causava pavor, ele tinha estabilidade, peso e força o suficiente para manter-se sobre as águas. Logo, torna-se claro perceber que o beemote, mencionado no início do versículo 15, não faz referência a um hipopótamo, mas sim, a um dinossauro. O animal que se encaixa com todas as características descritas no capítulo, faz referência exata ao grande iguanodonte. Pois ereto, ele conseguia alcançar uma altura de aproximadamente 5 metros, seu corpo media entre 8 a 11 metros e chegava a pesar cerca de 5 toneladas.

O iguanodonte foi encontrado fossilizado, assim, foi permitido concluir que viveu em uma região úmida ou pantanosa, no qual fortalece a ideia de que este animal de fato seja essa espécie de dinossauro relatada em Jó no capítulo 40, e a partir do versículo 15. Esta é apenas uma curiosidade magnífica que a Palavra de Deus apresenta. E com isso, podemos concluir que a Palavra de Deus é extremamente didática, e recheada de histórias incríveis que através de fatos históricos comprovam sua veracidade e reafirmam cada vez mais a Deus, como Criador, e em breve viveremos eternamente com Ele, e se lá houver dinossauros, não precisaremos nos espantar, pois eles também fizeram parte do plano e projeto perfeito da criação que logo será restituída. Façamos um compromisso diário de estar lá também.

Autor Parceiro: Pr. Jonas Michel Gonsalves

Esta mensagem esclareceu suas dúvidas? Você sentiu Deus falar ao seu coração? Certamente, muitas outras revelações a Bíblia lhe dará! Você aceita esse presente? Então, clique agora no botão abaixo: